import antigravity

Sonhei que estava numa nave espacial gigantesca. Não era uma nave dessas que a NASA USA (trocadilho infame), era uma construção feita numa única rocha negra. Por dentro parecia uma mansão enorme com janelas altas e a gravidade imitando a da Terra, e do lado de fora um tipo de jardim (sem plantas) com pouca gravidade, onde eu dei um salto pra chegar no alto de uma escadaria pequena. O chão girava num eixo, e o espaço e as estrelas em outro.
Havia uma presença predatória no interior da mansão, não um Alien de cinema, apenas algo inquietante.

E foi isso.

Engraçado como nos sonhos recebemos (pelo menos eu recebo) uma quantidade de informação não sensorial. É como encontrar alguém e saber da biografia da pessoa como se você tivesse tomado parte, ou encontrar um equipamento alienígena e operá-lo como se você o tivesse construído. Reforço que não é a sensação de um upload onde você é um observador externo do conhecimento, é mais como se mudassem seu passado mesmo, mas ainda assim você soubesse que acabou de aprender. Imagino se com mais decobertas sobre a mente e o cérebro, esse tipo de experiência cognitiva seria tornada possível, e se com isso a vida ia parecer tão fluida e faria tanto sentido quanto os sonhos.

Um pensamento sobre “import antigravity

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s