Ninguém disse que era fácil

Na verdade, ninguém disse nada.

Cheguei aqui no CIn mais de 10 horas da noite e tinha música tocando, latas empilhadas e uma dúzia dos melhores caras que eu não imaginaria conhecer. Estavam todos bêbados, felizes e me empurraram uma cerveja, mais um monte de perguntas, abraços e apertos de mão. Tem poucos lugares no mundo onde um aluno é tão bem tratado como aqui, e também poucos onde é tão mal-tratado e largado pra passar um bom tempo fazendo projetos e virando noites junto com os outros “infelizes”. No fim todos acabam virando um tipo de família. Se você está lendo isso e está entrando agora, aproveite. Aproveite tudo.

E os caras botaram The Scientist do Coldplay pra tocar no que sobrou da festa de volta às aulas. Ninguém disse que ia ser fácil. ><

Então estou indo embora, infelizmente chegou num ponto que não dá mais pra continuar. Mas não me sinto um perdedor. Faz uns anos que eu era um sujeito fugido da escola que não pensava na universidade como algo interessante, e com uma visão de futuro pra no máximo 2 semanas. Foi muita coisa até chegar aqui, sempre contra as probabilidades, e sempre sem saber direito o que estava fazendo. Melhor assim, se soubesse talvez acreditasse nas probabilidades. Ou não, pois sempre digo que os humanos são bons em subverter a ordem natural das coisas; a natureza tenta nos matar o tempo todo e ainda estamos aqui.

E se você está nessa vida de projeto de engenheiro (ou cientista, ou matemático) e as coisas vão bem, lembre que quem começou a fazer sua graduação foram seus pais, há muito tempo (e não estou falando só de fabricar você). Senão, bem, não vá culpar eles por seus problemas, algumas coisas são do jeito que são. Existe um molde de aluno ideal pra certos cursos e universidades, se você não se encaixar por qualquer motivo, vai ter de agüentar quatro ou cinco anos fazendo contorcionismos pra entrar no molde. Algumas vezes simplesmente não encaixa. E não estou falando só de vocação e inteligência (suponho que tenho as duas, já que entrei no curso e fiquei por tanto tempo).

Bom, foi uma “despedida” inesperada, é bom ter de quem se despedir. Valeu pela cerveja.

No lado bom das coisas, estou começando Licenciatura da Computação na UFRPE, à noite. Pesquisei bastante as possibilidades, e a Rural apareceu como uma ótima opção. O lugar é muito agradável, muitas disciplinas foram dispensadas, todos me fazem sentir bem-vindo e as coisas parecem querer andar.

Agora começo de novo.

Um pensamento sobre “Ninguém disse que era fácil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s