Sonhos de Hibernação

Carnaval é uma coisa fantástica… longe de mim. Minha cidade em particular vira um inferno de barulhos desconexos e bêbados perambulando como zumbis.

Mas ainda assim o Carnaval está sendo bom porque deu uma trégua na minha rotina de dormir cerca de 4 horas por noite. Ontem e anteontem dormi 12 e 13 horas. Não sabia que sono se acumulava e voltava pra te pegar. E ainda tem os sonhos.
Num deles tinha uma cerca viva bem alta e do outro lado um campo com colinas amareladas, provavelmente trigo, e um sol se ponto que fazia as coisas ainda mais amareladas. Tinha uma casa de madeira de primeiro andar e telhado pontudo no meio do campo, que parecia abandonada, e que as informações extras do sonho me diziam que era um lugar onde coisas aconteciam (seja lá o que isso significa, em termos de roteiro deve ser onde a trama da história se desenrola). Empoleirado (ou encaixado) no meio cerca viva havia um enorme pássaro preto, maior que uma pessoa, com bico de ornitorrinco, só que mais comprido, mais estreito perto da cabeça e mais redondo na extremidade. Ele parecia não ter olhos e tinha um violino com ele. O pássaro olhava sem olhos pra mim e os que estavam comigo e depois de um tempo saía voando com o violino.

O outro sonho foi mais simples.

Num deserto havia uma fila de muretas de madeira, e atrás de cada uma, pessoas se encostavam. Eu saía do meu lugar e ia até um ponto onde podia observar uma enorme tempestade se aproximando. Voltava correndo pra minha posição e seguia as instruções que chegavam naquele esquema de informação extra de sonho, que consistia em enterrar uma parte do corpo pra não ser carregado pelos ventos. Acordei quando estava chegando a informação de como respirar.

Algum José pra ajudar a entender isso?

About these ads

Um comentário sobre “Sonhos de Hibernação

  1. Marcelo, boa tarde.

    Estou a procura de um grafo que consiga ler um acorde musical.
    Um acorde é composto de no mínimo 3 notas musicais.
    Existem 4 tipos de acorde: maior, menor, diminuto e aumentado. Cada um obedece a determinadas regras.
    Eu preciso que, ao analisar uma partitura de Mozart – por exemplo, o grafo consiga, através das notas da partitura, reconstruir o acorde. Dessa forma seria possível fazer uma análise.

    Vi que você tem boas idéias e sabe como trabalhar isso.
    Poderia ajudar-me?

    Grato pela atenção.

    Dimi

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s